Itinerário 5 – Módulo 2
Democracia aumenta o
PIB per capita?

Este itinerário é composto por uma coleção de rankings sobre a democracia no mundo e de rankings (supostamente) correlatos nos últimos dez anos, como, de um lado, o Democracy Index da The Economist Intelligence Unit, o Freedom in the World da Freedom House, o V-Dem da Universidade de Gotemburgo e, por outro lado, o IP per capita, o PIB per capita (do Banco Mundial), o IDH (PNUD), o do WEF Global Competitivenes Index, o Ingelhart-Welzel Cultural Map of the World do WVS – World Values Survey, o do Pew Research Center etc Alguns módulos serão compostos por uma comparação entre índices e por um questionamento das correlações encontradas.

Introdução

Deste módulo 2 até o módulo 7 vamos explorar as causas e consequências da democracia nos países. Afinal de contas, se desejamos tanto democracia alguma coisa de bom ela deve nos oferecer. Antes de começarmos essa empreitada é preciso lembrar que todos estes estudos são feitos a partir de uma média de uma população. As medidas que usaremos tratam da média dos países em um determinado período. É muito possível encontrar variações dentro de países de grande extensão e/ou de grande população. A complexidade das interações entre as pessoas e as suas relações com as instituições geram resultados em constante transformação.

Para realizar este estudo iremos apresentar hipóteses e buscaremos testá-las. Faremos as análises de correlação de maneira que você possa chegar às conclusões e julgar a partir dos dados apresentados se as hipóteses que serão apresentadas serão verdadeiras ou falsas. O mais importante aqui é que você possa construir uma base de conhecimento e chegar às suas próprias conclusões. Sem prejuízo das suas conclusões apresentaremos a nossa visão sobre as hipóteses. Estas devem ser interpretadas como nossas conclusões a serem desafiadas por outras visões que podem ou não estar corretas, mas que devem sempre ser apoiadas por estes ou outros dados confiáveis.

Vamos analisar os dados que organizamos em uma tabela e através da visualização destes através do software online Tableau, como no Módulo 1. Esta é uma ferramenta excelente para visualização de dados que permite uma interação fácil e amigável.

Começaremos por analisar as possíveis correlações entre Democracia e:

• PIB (neste módulo)
• IDH (no próximo módulo de nº 3)
• Felicidade (no módulo 4)
• Índice de Competitividade Global (no módulo 5)
• Corrupção (no módulo 6)
• Liberdades Civis (no módulo 7)

Começaremos apresentando a variável que queremos estudar se existe correlação com os índices de democracia. Em seguida apresentaremos uma hipótese e no final se ela estará validada, se a hipótese é verdadeira ou não.

Democracia e PIB

A primeira correlação que buscaremos é entre a democracia e a capacidade de um país em gerar riquezas. O PIB, Produto Interno Bruto é uma maneira de medir da mesma forma em todo o mundo a riqueza produzida num país durante um ano. Ela é medida em dólares americanos e utilizamos a medida em PPP (Poder de Paridade de Compra). Este método elimina distorções causadas por taxas de câmbio, custo de vida e rendimentos, tentando traduzir assim o valor da real capacidade econômica de um país.

Hipótese 1: Países com maior índice de democracia são países com maior PIB per capita enquanto países menos democráticos possuem PIB per capita menor.

Parece correto considerarmos que um país democrático seja também um país onde a economia funcione de maneira a trazer mais riqueza e consequentemente levar o PIB per capita a um nível maior que países onde a democracia não é um valor importante. Então poderíamos pensar que países menos democráticos são também os que tem menor PIB per capita. São conjecturas que podemos fazer para buscar uma correlação. Mas elas estão corretas? Esta hipótese pode ser testada como? O gráfico a seguir traz 3 correlações do PIB per capita versus os seguintes índices de democracia, apresentados no Módulo I deste itinerário:

• Índice de Democracia da EIU – The Economist Intelligence Unit;
• Índice de Democracia Liberal do V-Dem Institute da Universidade de Gotemburgo;
• Score agregado da Freedom House.

Índice de Democracia da EIU – The Economist Intelligence Unit

Em cada aba (canto superior esquerdo) temos um gráfico para índice e uma quarta aba com os três índices juntos. Não tenha medo de interagir com estes gráficos! Qualquer modificação que você fizer no seu acesso altera apenas a sua visualização, não modificando nenhuma informação da base de dados. Por isso o gráfico é inteiramente interativo. Fique à vontade, passe o mouse sobre os pontos e linhas de tendência e veja que uma caixa de diálogo se abre com mais informações. Divirta-se procurando os dados do Brasil e outros países. Clique na legenda e selecione apenas algumas categorias. Escolha apenas alguns países para visualização, faça prints para estudar depois. Use e abuse!

Lembre-se que estamos falando de PIB per capita, ou seja, o PIB, a soma de toda a riqueza de um país produzida em um período de um ano dividido pelo número de habitantes desse país. Ou seja, se o PIB (total) é alto como o da China, porém devida a população ser enorme (quase 1,4 bilhões de habitantes em 2019) o PIB per capita tende a ser menor pois divide por um número maior de habitantes. O PIB per capita da China de 2019, que é de US$ 16.117, é próximo do PIB per capita do Brasil, que é de US$ 14.652 no mesmo ano. Porém o Brasil tem uma população de cerca de 1/6 (um sexto) da China. Entendemos que o PIB per capita é uma maneira melhor de comparar os países.

Veja que o menor PIB per capita é do Burundi, que alcança a marca de US$ 752 e o maior é o de Luxemburgo e alcança a incrível cifra de US$ 114.482. O índice de democracia da EIU mais baixo é o de República Democrática do Congo, com um índice de 1,13. O país com maior índice de democracia da EIU é a Noruega, com 9,87.

O gráfico apresenta uma linha de tendência, que é uma tentativa de representação de uma curva única que melhor represente a distribuição de pontos. Uma tentativa de fazer com que uma curva de uma equação representasse os pontos. Quanto mais alinhados estes pontos estiverem mais correlacionadas as variáveis analisadas (PIB per Capita e Índice de Democracia EIU) nos eixos Y e X estariam. Como mediremos se esta curva (linha de tendência) representa se a correlação é forte ou fraca? Recorreremos a um cálculo estatístico que é o Coeficiente de Determinação. Não se assuste. Não precisaremos calcular nada, pois o gráfico já indica este valor. Só temos que olhar para este coeficiente e avaliar o seguinte: ele varia de 0 a 1 e quanto mais próximo de 1, maior seria o ajuste da linha de tendência e por consequência maior seria a correlação entre as duas variáveis analisadas (neste caso, PIB per Capita e Índice de Democracia EIU). Passe o mouse sobre esta linha e veja na caixa de diálogo o coeficiente de determinação, que é de 0,43. Ou seja, é bastante baixo, estando abaixo até de 0,5. O que isso representa? Representa que os pontos têm uma dispersão bastante alta.

E o que esta dispersão muito alta diz sobre a Hipótese 1 que apontamos, que países com maior índice de democracia são países com maior PIB per capita? Diz que esta hipótese não se confirma. Podemos chegar a essa conclusão também até sem este recurso estatístico. Basta olhar a dispersão dos pontos e verificar que existem muitos países com baixíssimo índice de democracia e altíssimo PIB per capita. É o caso de países como a Qatar, que apesar de ser um país rico em PIB per capita é pobre em democracia com um PIB per capita de US$ 92.651 e EIU de 3,19. Agora olhe para os dados do Uruguai com PIB per capita de US$ 21.561, bem menor que o do Qatar porém um EIU de 8,38. Qual país você escolheria para morar? O de maior PIB per capita ou o de maior democracia? Essa é uma pergunta que nos faz pensar o que é importante para cada um e o risco que corre a democracia.

Índice de Democracia Liberal do V-Dem Institute da Universidade de Gotemburgo

Agora sugerimos que você acompanhe o gráfico do Índice de Democracia Liberal versus o PIB per capita. É preciso utilizar um outro indicador para avaliar se algum deles pode mostrar uma correlação melhor. Isso pode ser observado observando-se o coeficiente de determinação. Observe no gráfico:

Veja que neste gráfico a linha de tendência apresenta um coeficiente de determinação ainda menor. Este coeficiente é de 0,42 (0,4166). Isso acontece porque no cálculo do Índice de Democracia Liberal do V-Dem componentes relacionados à economia não influenciam em nada. Inclusive a curva que se desenha na linha de tendência é até uma parábola onde aumenta a possibilidade de maior PIB per capita em países com índices de democracia liberal baixos. Existem países também com Índice de Democracia Liberal altos e PIB per capita baixos. A Jamaica é um deles. Faça este exercício. Procure a Jamaica no gráfico e compare com o Brasil.

Score agregado da Freedom House

No Score agregado da Freedom House é onde a dispersão é maior ainda. O coeficiente de determinação fica abaixo de 0,30 (0,2969). Um bom exercício é comparar extremos. Procure 4 países no gráfico: República Centro Africana, Qatar, Kiribati e Luxemburgo. Veja que cada um deles está num extremo do gráfico. Agora compare-os com o Brasil. Mais uma vez faça-se a pergunta: “Em qual país desses eu preferiria morar, segundo estes indicadores?”

Quanto à hipótese podemos dizer que ela não se confirma pelos mesmos motivos dos dois índices anteriores. Portanto, não necessariamente países com maior índice de democracia são países com maior PIB per capita. Podemos inclusive perceber que países admirados por seu desenvolvimento econômico, como Singapura possui um PIB per capita bastante alto e um índice de democracia EIU mais baixo que o do Brasil. Outro caso é o da China, que desde o seu crescimento econômico a partir dos anos 1990 com claras demonstrações de autocracia (procure sobre informações sobre o massacre da Praça Celestial, os Uighures e a autocratização de Hong Kong) podemos concluir que é possível aumentar o PIB per capita sem nenhuma preocupação com valores democráticos. E sendo mais incisivo podemos até dizer que a China não teria tido o crescimento econômico que teve se tivesse implantado reformas democráticas e aumentado as liberdades civis de toda a sua população.

Conclusão

Hipótese 1: Países com maior índice de democracia são países com maior PIB per capita enquanto países menos democráticos possuem PIB per capita menor. Não Confirmada.

Vamos agora discutir democracia e IDH no módulo 3.

Índice

 

Itinerário 1

Padrões autocráticos

Modulo 1

Modulo 2

Modulo 3

Modulo 4

Modulo 5

Modulo 6

Modulo 7

Modulo 8

Modulo 9

 

Itinerário 2

Objeções à democracia

Modulo 1

Modulo 2

Modulo 3

Modulo 4

Modulo 5

Modulo 6

Modulo 7

Modulo 8

 

Itinerário 3

Textos clássicos

Modulo 1

Modulo 2

Modulo 3

Modulo 4

Modulo 5

Modulo 6

 

Itinerário 4

Modo-de-vida

Modulo 1

Modulo 2

Modulo 3

Modulo 4

Modulo 5

Modulo 6

Modulo 7

Modulo 8

 

Itinerário 5

Indicadores

Modulo 1

Modulo 2

Modulo 3

Modulo 4

Modulo 5

Modulo 6

Modulo 7

Modulo 8

 

Itinerário 6

Textos recentes

Modulo 1

Modulo 2

Modulo 3

Modulo 4

Modulo 5

Modulo 6

Modulo 7

Modulo 8

Modulo 9

Modulo 10

 

Itinerário 7

Na sociedade em rede

 

Itinerário 8

Democracia e inovação

>